Você sabe se comunicar?
por Juliana Kurokawa


O que projetas ou estendes é real para ti. (Um Curso em Milagres. T-7.II.2:4)

Você acha que sabe que se comunicar? O que é comunicação para você?Recentemente, tive uma experiência muito interessante com a comunicação. Eu estava tentando expressar a maneira como eu estava me sentindo com relação a uma decisão muito importante que dizia respeito à minha vida, mas que afetava todo o grupo com quem eu estava conversando.

Do meu ponto de vista, a mensagem havia chegado de maneira muito clara não só com relação à decisão em si, mas também com relação a como eu estava me sentindo diante dela. No entanto, logo pude perceber que eu estava equivocada, pois a minoria entendeu o que eu tentei dizer.

E, então, percebi que existiam muitos fatores que contribuíram para aquilo. Em primeiro lugar, eu havia sido clara com relação ao que queria comunicar? Percebi que não e identifiquei que ainda havia algum pensamento de medo em mim que deixou margem para que a mensagem fosse dúbia. Por outro lado, como a reação e a interpretação de cada um foi totalmente diferente, isso me levou a várias reflexões. Cada pessoa trouxe uma visão e o mais curioso foi perceber a cumplicidade que elas tinham com o que elas diziam saber ser o estado como eu estava me sentindo. E dentro do leque de interpretações que recebi sobre mim mesma, pude observar e identificar o que era real para mim.

Quantas vezes você se frustra por tentar dizer algo e o seu interlocutor entender exatamente o oposto daquilo que você gostaria de dizer? Ou quantas situações de mal-entendido você já viveu em que depois compreende que não era nada daquilo que você estava pensando?

Quão sincero você é ao olhar para aquilo que está sentindo? Aquilo que você diz é totalmente coerente com aquilo que você sente e pensa? E quão disposto você está para ouvir?

O que chamamos de comunicação é algo muito limitado. Como você pode ir além de suas crenças, de suas expectativas, das possibilidades que cria em sua mente com relação à outra pessoa e ouvir o que ela tem para dizer? E como o que você diz pode chegar à outra pessoa de acordo com a sua intenção original se quem recebe a mensagem não se desvincula daquilo que ela pensa a respeito do que você tenta comunicar?

Não se trata de tentar se colocar no lugar no outro, mesmo porque talvez nós não saibamos nem mesmo nos colocar no nosso próprio lugar. Tudo o que fazemos, pensamos e sentimos está conectado ao que acreditamos ser possível. Perdemos muito tempo tentando interpretar e definir a maneira como outra pessoa se sente, sendo que deveríamos nos concentrar em tentar perceber como cada um de nós mesmos está se sentindo.

Na interação com outras pessoas, posso sempre observar a mim mesmo e perceber quais pensamentos tenho escolhido. Que tipo de conselheiro interno tenho ouvido? A maneira como me sinto reflete apenas a decisão de minha mente do que acredito ser real.

Como posso receber uma mensagem de puro Amor, se acredito no medo? O mundo e as pessoas são meras testemunhas daquilo em que quero acreditar. Tudo serve apenas ao propósito de nos mostrar as escolhas que fazemos em nossa mente. E, nesse sentido, que tipo de mensagem você tem recebido do mundo? De Amor ou de medo? O que você tem escolhido? Que tipo de testemunhas você tem buscado?

A comunicação se torna muito mais fácil se mantivermos em mente que todos nós manifestamos apenas uma ou outra coisa: Amor ou um pedido de Amor.

JULIANA KUROKAWA –  Facilitadora Certificada Miracle Choice.
 

Depoimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *