Em uma de nossa reuniões do Miracle Choice foi contada a história de como as águias ensinam seus filhotes a voar. Aquilo ficou ressoando em minha mente e em meu coração durante muitos dias. Gostaria de compartilhar essa história com você.

A águia faz o seu ninho bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e, ao redor, o ar para sustentar as asas dos filhotes. Quando chega o momento, a águia-mãe empurra os filhotes para beira do ninho. Para eles, a emoção de voar começa com medo de cair. Faz parte da natureza da espécie e me identifico com esse medo. A águia-mãe sabe quando o momento chega e sabe que deve empurrar os seus filhotes para que eles aprendam a alçar voo, que é sua missão. Enquanto os filhotes não aprendem a voar, não entenderão o propósito de sua vida, não compreenderão o privilégio que é ser águia, assim, o empurrão é o maior presente que a mãe pode oferecer a eles. Então, em seu supremo ato de amor, a mãe os empurra para o abismo e eles voam livres após descobrirem suas asas. No entanto, se eles ainda não conseguem manifestar sua capacidade de voar, em uma velocidade incrível, quase sempre, a águia-mãe resgata seu filhote a poucos metros do solo e o leva de volta ao pico rochoso.

Imagino que, assim como eu, você esteja passando por um momento de mudanças. Um momento em que muito daquilo que você considerava seu porto-seguro, seu lugar de aconchego e segurança, começou a se desfazer. E é natural sentir medo nesse momento.

Talvez o seu pensamento seja: e se eu cair, me espatifar no chão e descobrir que nunca aprenderei a voar? Mas e se você, assim como a poderosa águia, descobrir que tem asas e pode usa-las para aprender a voar?

E se, ao invés de amaldiçoar a vida por acreditar que ela tem sido muito cruel, você reconhecer que ela está empurrando você para o abismo para que você possa vivenciar outros vales, montanhas, rios, outros céus e sabe-se lá mais o quê? E se tudo que estiver se desfazendo for o impulso amoroso do Universo para que você descubra que nunca precisou de nada daquilo que você considerava necessário para a sua sobrevivência? E, se você descobrir que estava se esforçando muito para sobreviver quando, na verdade, você pode agora mesmo escolher começar a viver? Que você pode abraçar a vida com todos os seus altos e baixos?

Acredito verdadeiramente que todas as coisas caminham em conjunto para o bem e que, seja o que for que estiver acontecendo em sua vida, isso tem a amorosa intenção de que você descubra o seu verdadeiro Ser.

Acredite: se você se sente na beira do precipício, isso é a vida querendo mostrar a você que você nasceu para voar.

Por isso, querido leitor, arrisque-se, abra e sinta as suas asas e experimente tentar alçar voo. Tenha certeza que, se você chegar a poucos metros de cair no chão, tem muitas mães-águia amorosas, prontas para resgata-lo e trazê-lo de volta ao ponto onde tudo começou e você pode escolher outra vez e lembrar-se de que você nasceu para voar.

Juliana Kurokawa
Treinadora e Facilitadora Miracle Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *