Ultimamente tenho me perguntado por que acredito que tenho que fazer tanta coisa.

Muita coisa!

É pensar, planejar, fazer, decidir, responder isso, postar aquilo, blá, blá, blá.

É trabalho, família, bem-estar, casa, próximas férias, contas, o que comer e assim vai.

Às vezes me canso antes mesmo de começar tudo isso.

Mas do que eu me canso se ainda nem comecei nada?

Dos meus pensamentos, só isso.

Fico exausta de ouvir de mim mesma tudo o que “tenho que” ou “devo” fazer e, claro, das listas de consequências ruins que eu crio de tudo que irá acontecer se eu não cumprir a tarefa.

Que pressão, hein?

Incrível como a mente convence.

Mas, aproveitando a minha volta do Brasil e a desculpa (para mim mesma) da mudança de fuso horário e cansaço de viagem, resolvi me dar uma trégua e questionar todas essas obrigações e consequências.

“E daí?”

“E se eu não fizer isso agora?”

“E seu eu nunca fizer?”

“O mundo vai acabar?”

“Algo realmente importante vai deixar de acontecer?”

“Eu vou fracassar, deixar de ser quem eu sou?”

A resposta é clara, pois essa pressão só pode vir do ego.

Quando ouço a minha essência, a voz é calma e serena, nada das marteladas e cobranças de antes:

“E daí nada. Tudo continua a acontecer normalmente. O mundo continua a existir, você continua a ser uma expressão divina e perfeita e, melhor ainda, tudo fluirá mais tranquila e lindamente na sua vida e você estará presenteando o Universo de forma mais plena e completa.”

Quer coisa melhor?

Eu não.

Que tal então listar todas as coisas que você acha que “tem que” ou “deve” fazer esta semana e notar que voz está por trás de cada uma delas?

CÁTIA VASCONCELOS – Coidelizadora e Master Trainer Miracle Choice

VÍDEO – Você não precisa fazer nada


Quer se tornar uma guia do jogo de bolso?
Esta semana está repleta de oportunidades para você 🙂
Informações e inscrições: Clique AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *