Se você, como muitos de nós, tenta se encaixar em papéis, comportamentos e identidades com a esperança de ser reconhecido, elogiado, respeitado ou valorizado pelos outros e por você mesmo, leia o maravilhoso texto de Jeff Foster abaixo e liberte-se!

Milagres sempre,
Equipe Miracle Choice
______________

“Nunca se encaixe!”

Encare. Você nunca irá se encaixar. E isso é algo maravilhoso. E há um bom motivo pelo qual você nunca se encaixará. Não existe algo como “encaixar-se”. Veja, objetos se encaixam. As coisas se encaixam. Pedaços de concreto encaixam-se em buracos. Blocos de madeira encaixam-se em recipientes. Seres humanos não podem se encaixar, a menos que tenham se reduzido a pedaços, estejam se entorpecendo à vida, à aventura e à possibilidade sempre presente de transformação.

Seres humanos se relacionam. Seres humanos sentem. Seres humanos experimentam a vida em primeira mão, tocam a vida onde a vida está acontecendo, têm atitudes e perspectivas que estão sempre mudando, impulsos que estão constantemente mudando. Algo vivo e vital não pode “se encaixar”, não importando o quanto tente fazê-lo.

Aí reside o problema e a liberdade. O segredo? Todos estão tentando se encaixar, e ninguém sente que se encaixa… mesmo quando parece se encaixar! Não é possível se encaixar quando você reconhece que está vivo e, portanto, não tem um eu fixo, nenhuma forma constante, nenhum “buraco” com o seu nome.

Porque, mesmo se você se encaixasse, mesmo que finalmente lhe aceitassem no clube, que custo isso teria em sua saúde mental, sua sanidade, sua paz interior, seu despertar? Você teria que desempenhar um papel para se encaixar? Espremer de si mesmo toda essa qualidade preciosa de estar vivo? Entorpecer seus desejos e anseios mais profundos? Comportar-se? Desempenhar um papel? Adaptar-se? Ser um bom menino ou uma boa menina, muito gentil ou muito “espiritual”? Dizer a coisa certa? Esconder o que você realmente sente? Parar de fazer perguntas? Tentar ser algo que você não é? Negar seu verdadeiro caminho? Parar de explorar? Abandonar-se? Você realmente quer se encaixar, amigo?

Se você fosse aceito, apreciado, aprovado por outras pessoas pelo papel que você desempenha, pela persona que você elabora com cuidado, o “eu” que você mantém, isso realmente lhe satisfaria?

Se você estivesse cercado por milhares de pessoas que desempenham um papel vazio, sem verdade, você não continuaria se sentindo um marginal, longe de casa? No relacionamento perfeito, apesar de ter sacrificado sua liberdade interior e silenciado sua preciosa voz, você não desejaria se libertar novamente?

É delicioso, engenhoso, perfeito e inteligente o fato de que você nunca sentiu que se encaixava. Significa que você sempre foi vivo e, portanto, sempre único e insubstituível, destinado a resistir a qualquer tipo de rótulo, incapaz de ser fixado ou reduzido a uma categoria.

Parafraseando Groucho Marx, você nunca iria querer pertencer a um clube que o aceitasse como sócio. Amigo, amo seu coração rebelde.

Jeff Foster
Extraído do livro The Way of Rest (O Caminho do Descanso), ainda não disponível em português. Tradução livre de Juliana Kurokawa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *