Recentemente, assisti a um vídeo sobre desconforto, onde Carol Martorelli, facilitadora do Miracle Choice, abordou esse assunto. Ela tratou sobre o desconforto com alguém ou alguma situação e ainda convidou a todos a uma reflexão sobre estas escolhas.

É claro que, ao final do vídeo, eu já havia me identificado com esse sentimento. Pensamentos me rodeavam e o julgamento veio: ali reconheci o desconforto com uma pessoa. Acabei silenciando minha mente, respirando fundo e percebendo o que realmente fazia parte de mim e reconhecendo o pensamento que me levou a tal sentimento e em que parte do meu corpo estava sentindo esse medo.
Depois de um tempo veio a palavra desapego. Uau, que inspiração!

Daí em diante, uma soltura se criou em relação a esse sentimento de desconforto. Que leveza foi perceber que algo estava prendendo meus pensamentos e sentimentos, criando sofrimento ao estar com esta pessoa. Eu estava realmente apegada a uma escolha feita no passado por um único evento, o qual registrou com veemência minha opinião e “reação” a ela. Permitir que o coração e a mente observassem este incômodo foi uma chave mestra para uma escolha pelo amor. Esta permissão abriu uma porta no meu coração, permitiu a entrada de luz.

Olhar com amor para esta situação desafiadora quebrou a linearidade do tempo. Fez com que eu a sentisse pela primeira vez, dando, assim, o poder de escolher diferentemente sobre ela.

Escolher o amor nesta situação foi desapegar dos meus antigos julgamentos e viver o agora com um pensamento livre, oferecendo ao outro o direito e responsabilidade individual das suas verdades. Então, eu também me tornei responsável pelas minhas.

E como foi amadurecer essa escolha e olhar para aquela pessoa em questão com o coração?

O coração foi a porta para a minha consciência. Ele me permitiu a conexão com o outro.

O que dizer então sobre o que foi e é este amor?

Amor é amor. Amor se reconhece através do coração e guia a mente para escolhas.

Respirar, sentir e reconhecer este amor que é amor, sem precisar de nada em troca, receber ou servir para algo ou alguém. Amor que está além dos 5 sentidos. Reconhecer algo maior e verdadeiro que nos conecta com o Todo, com Deus.

Amor que nos cura e ilumina o medo, ou o desconforto, que neste caso foi e é simplesmente a falta de amor. Escolher no presente aquilo que nos é real e verdadeiro.

Lindo convite para se conectar com nosso verdadeiro Eu, nosso Eu superior…

Senti nesta reflexão que o amor, além de ser escolhido, precisa ser reconhecido!

POLLIANA PUNDEK BRANCO – Facilitadora Certificada Miracle Choice

VÍDEO – Uma escolha por amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *