Me lembro de quando comecei a buscar um sentido, uma razão para estar aqui nesse mundo que transcendesse a simples sobrevivência. Em um primeiro momento, me senti muito diferente do resto do mundo e solitária em minha busca.

Eu olhava para as pessoas à minha volta e elas pareciam felizes. Por que eu sentia que me faltava alguma coisa? Racionalmente, não me faltava nada. Eu tinha um trabalho, uma família amorosa e alegre, um filho saudável, estabilidade financeira, saúde, amigos. Mesmo assim, parecia que eu abrigava um buraco negro em meu ser que consumia toda a minha alegria. A sensação era a de que eu era ingrata com a vida, que me proporcionava tanta coisa boa.

Foi quando comecei a buscar ajuda. Sempre achei que só os doidos de pedra buscavam ajuda de profissionais, achava que precisava lidar com tudo o que sentia sozinha e isso servia como uma espécie de atestado para a minha sanidade mental.

No entanto, estava cansada de seguir naquela vidinha em que buscava o prazer e evitava a dor e, por mais que alcançasse alguma alegria, ela logo se esvaía. Comecei a fazer terapia, mas não ousava contar para ninguém…(risos) Mesmo assim, hoje entendo que aquele foi um primeiro passo importante para perceber que eu podia fazer algo concreto e profundo para entender e transformar o que eu sentia. Até que um dia me apresentaram a uma psicóloga que fazia constelação familiar e isso fez com que eu percebesse que meu problema existencial era, na verdade, a falta de autoconhecimento e da espiritualidade. Eu não entendia como minha mente funcionava e muito menos imaginava que eu estava, na verdade, com saudade de mim mesma! Isso mesmo! Por não saber nutrir a minha alma, não tinha como me sentir em paz. Tinha me esquecido completamente do meu real Ser.

Foi então que comecei a participar dos grupos de constelação e a ler muitos livros espiritualistas. Um deles me tocou profundamente: Um Curso em Milagres. E, foi conversando com as pessoas nos grupos, que descobri que as minhas angústias e sofrimentos não eram sentimentos exclusivos meus. Quando comecei a me abrir com relação ao que sentia e experimentava, pude ouvir conselhos muito úteis de pessoas que já tinham passado pelo mesmo problema. Eu não precisava continuar a minha jornada sozinha!

Por isso, resolvi escrever para vocês que talvez estejam passando por um momento de profunda tristeza ou sentimento de solidão. Vejo a tristeza como algo positivo, pois na minha vida significou um momento em que decidi ser honesta e admiti para mim mesma que não estava feliz. Foi só a partir daquele ato corajoso de olhar com sinceridade para o meu estado interno, que tive o impulso de fazer algo para transformá-lo.

Apesar de sabermos que a resposta sempre está dentro de cada um de nós, a conexão com outras pessoas e até mesmo buscar ajuda profissional pode ser muito útil em nossa jornada.

Como facilitadora do jogo Miracle Choice, tenho percebido que muitos jogadores trazem uma intenção que é algo percebido como um problema. Seja um desafio em um relacionamento, uma questão para qual desejam ter mais clareza, algum padrão em sua vida que querem compreender melhor. O fato é que todo problema percebido só é um problema porque não conseguimos encará-lo por outro ângulo e, por isso, o jogo ajuda tanto os seus jogadores. É apenas uma outra lente. Uma maneira desapegada de olhar para a questão sem estar identificado com ela. Uma oportunidade real de escolher o amor e perceber que estávamos escolhendo o medo.

Então, se você se sente sozinho nessa jornada, saiba que essa é uma escolha sua que pode ser mudada a qualquer momento. Quando dizemos que o mundo não nos entende, talvez seja porque não estamos disponíveis a nos abrir e descobrir que não estamos sozinhos. Existem muitas pessoas que passam pelas mesmas coisas que nós, apenas de uma maneira diferente.

Tenho certeza que, assim como aconteceu para mim, quando você começar a se abrir, verá que a jornada pode ser muito mais leve e agradável se puder contar com a ajuda não só profissional, mas também dos tantos amigos, companheiros poderosos e essenciais em seu despertar.

JULIANA KUROKAWA – Facilitadora Certificada Miracle Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *