Primeiro, que estamos desconectados da nossa completude, da nossa essência e do ser perfeito que somos e sempre seremos. E da maravilha que é viver tudo isso quando nos lembramos e nos permitimos.

Segundo, que estamos dando atenção e força a uma voz que nos limita, nos amedronta, nos faz encolher e nos paralisa.

Terceiro, que podemos escolher ouvir a outra voz: a da nossa sabedoria interior, de Deus, do Universo, das infinitas possibilidades, de tudo de bom.

Pronto! Daí em diante é simples: com qual voz você quer seguir, com qual você quer se identificar? Como você quer se sentir em relação a você mesmo, aos projetos que você sonha, àquilo que você mais quer na vida?

Fraco, amedrontado, inseguro, incapaz, desmotivado, perdido?

Ou confiante, inspirado, leve, animado, vibrante, determinado, otimista?

E lembre-se: por mais estranho, difícil ou impossível que possa parecer acreditar na sua grandiosidade, ela é a única verdade. Os medos, nada mais são que a mesma voz de antes: a voz do ego, da mentira e do desempoderamento. Simplesmente pensamentos, frases passando pela sua mente. Sem poder ou força alguma, a não ser que você dê.

Cátia Vasconcelos
Coidelizadora e master trainer Miracle Choice e coach de vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *