Recentemente, pensei que eu era vítima de uma vida agitada. O trabalho parecia exigir muito e muitas vezes acabei trabalhando até tarde e me ressentindo. Além disso, estamos vendendo nossa casa e mudando de cidade e toda a organização que isso envolve parecia esmagadora. O Miracle Choice está se preparando para lançar um novo produto e senti que eu não tinha tempo para todos os detalhes.

Se não sou vítima do mundo que vejo, quem sou eu?

A resposta que parece verdadeira para mim é que sou responsável pelo mundo que vejo.

“Eu sou responsável pelo que vejo. Eu escolho os sentimentos que experimento e eu decido quanto à meta que quero alcançar. E todas as coisas que parecem me acontecer eu as peço e as recebo conforme pedi.” – Um Curso em Milagres

Descobri que assumir a responsabilidade apenas parece pesado ou não funciona quando não faço isso completamente. Se me sinto responsável por algumas coisas, mas não por outras, ainda estou dividido. Ainda estou ressentido e à mercê das coisas pelas quais ainda não aceito responsabilidade. Então, volto a não ter nada.
Eu apenas continuo com a esperança de que meu dia de trabalho não seja agitado. Eu tento ser mais organizado e planejar todos os detalhes da minha vida. Nada mudou. O estresse ainda existe.

O novo caminho é assumir a responsabilidade por tudo o que vejo.
Ser responsável pela carga de trabalho e pelas demandas do meu tempo que me atrasam. Por todos os muitos
detalhes que acompanham viver em uma casa ou mudar de casa. De todos os requisitos que fazem parte de tocar um negócio.
Tudo está vindo de mim, surgindo em mim.
Eu tomo posse de tudo isso.
Sou responsável por isso, então aceito e confio em tudo.
Acolho tudo.
É uma criação perfeita.
Eu digo sim a tudo!

Milagres sempre,
James Kelly
Jogo Miracle Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *