Momentos de Crise
por Juliana Kurokawa


Você está naquela fase em que parece que não há mais saída e parece que, quanto mais se debater, mais se prenderá às teias de seus próprios problemas? Está naquela fase em que parece que nada do que você fez até agora faz o menor sentido? E como sair dessa situação? Ou você chegou ao ponto de achar que os “becos sem saída” são uma realidade inexorável onde você deve simplesmente reconhecer que chegou ao “fim da linha”?
A maior fonte de verdadeiro conforto é o fato de que, apesar de nossa vacilação entre o ego e a mente certa, o despertar é certo. Se o fim do sofrimento se dá com a descoberta do nosso Real Ser, como isso poderia não ser atingido? Trata-se simplesmente de recuperarmos a lembrança de Quem somos.
No entanto, nos desesperamos quando nos separamos da esperança e, sempre que estamos deprimidos, ansiosos, amedrontados ou culpados, precisamos apenas nos lembrar de que deve haver uma outra forma de conduzir a vida e de que não precisa ser assim.
Você transforma os seus pensamentos do ego em monstruosidades, quando poderia facilmente se mover além deles para o Amor?
Sofremos por não conseguirmos silenciar a voz do nosso eu menor, que nos fala constantemente de tudo o que achamos que precisamos, queremos ou até mesmo exigimos. Quando conseguirmos silenciar essa voz, ouviremos uma Voz que nos diz gentilmente Quem somos. Então, nossa busca nessa vida deveria ser a de silenciar a voz do ego para podermos chegar à compreensão de nosso verdadeiro Ser.
Mas como você pode fazer isso? Para que seja possível silenciar algo, é necessário primeiramente estar consciente de sua manifestação. Apenas estando em silêncio – não verbal, mas sim de todo o sistema de pensamento do ego – você conseguirá ouvir a voz tranquila e calma que o leva de volta para a serenidade.
É possível encontrar conforto na certeza de que tudo o que lhe acontece faz parte de uma jornada espiritual e não existem acasos. Tudo tem o seu propósito. Quando tudo o que você entendia como segurança se vai e o mundo da maneira como conhece começa a desmoronar, é porque algo novo está chegando e esse algo será essencial para o seu crescimento.
De que lhe adianta lutar contra as circunstâncias que você não pode mudar? Qual a sua única escolha além da maneira como percebe o que lhe acontece?
Muitas vezes, é difícil conseguir enxergar as dádivas que acompanham o que percebemos como problemas graves, mas é garantido que, se olharmos com cuidado para tudo o que está acontecendo como meros observadores ao invés de sermos consumidos pelo turbilhão, descobriremos a razão para o que estamos passando.
Por outro lado, devemos ser gentis conosco. Tão importante como reconhecer a ilusão é respeitar o nosso estado atual. Diante das situações onde ainda não temos o discernimento de enxergar além do desespero, não devemos nos cobrar tal atitude. Talvez o tormento dure um dia, uma semana, talvez um mês. É fundamental que respeitemos o nosso próprio tempo, até que estejamos prontos para não mais temer o amor. Quando olhamos para o nosso próprio processo sem julgamento, é porque não nos identificamos com ele e, portanto, não estamos olhando sob a perspectiva do ego.
O jogo Miracle Choice ajuda os seus jogadores, diante de uma situação percebida como um problema, mudar a sua percepção e conseguir acessar a lição de amor que ela contém. Acreditamos que podemos sempre mudar a pergunta: “Por que isso está acontecendo comigo?” para “Por que é bom que isso esteja acontecendo comigo?”. E, se acreditamos em um Universo bom, onde todas as coisas acontecem para o nosso crescimento, podemos usar toda e qualquer oportunidade para nos experimentarmos como o Amor que somos.
Somos muito gratos a todos aqueles que puderam vivenciar grandes milagres em suas vidas através do jogo.
JULIANA KUROKAWA – Facilitadora Certificada Miracle Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *