São tantos os ciclos, datas simbólicas, conjunções de planetas, lua isso, lua aquilo, rituais para deixar o velho e acolher o novo, que eu costumava pensar: “qual realmente faz sentido?”, “em qual eu devo escolher acreditar?”, “talvez sejam todos invenções”.

Não importa e não faz diferença. Agora sei que o significado sou eu quem dou, seja uma grande celebração como o Natal, um ritual celta que eu nunca tinha ouvido falar, ou um simples momento no meio de um dia comum, onde eu paro e decido escolher de novo.

Escolho estar presente no agora.
Escolho abandonar o que não me serve mais.
Escolho me renovar.
Escolho apreciar o que passou.
Escolho amar incondicionalmente.
Escolho aceitar.
Escolho a minha verdade.
Escolho AMOR.

Este é o único propósito.
Com vela ou sem vela, com enfeites ou sem enfeites, com pessoas ao seu lado ou sozinho.
Acolha cada momento, grandioso ou minúsculo, como uma oportunidade única, nova e sagrada. E seja feliz! Neste final de ano e em todos os outros momentos que você escolher!

CÁTIA VASCONCELOS – Master Trainer Miracle Choice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *